Um Mundo entre outros Mundos.

©Todos os Direitos Reservados.
Iorana Korua/Koho-Mai/Bem-Vindo/Yaa'hata'/Che-Hun-Ta-Mo/Kedu/Imaynalla Kasanki Llaktamasi/Welcome/Tsilugi/Mba'éichapa/Bienvenido/Benvenuto/Yá´at´ééh/Liaali/Bienvenue/Welcome/Kamisaraki Jillatanaka Kullanaka/Mari Mari Kom Pu Che/Etorri/Dzieñ Dobry/Bienplegau/Καλώς Ήρθατε/ Kamisaraki Jillatanaka Kullanaka/Sensak Pichau!!

7.9.09

Photobucket

Minhas mãos ainda estão molhadas do azul das ondas entreabertas
e a cor que escorre dos meus dedos, colore as areias desertas.
Cecília Meireles

Photobucket

2 comentários:

  1. Mãos, instrumento poderoso, sentem o que os olhos não conseguem vêr. Aqui seguriam à risca o poema de Cecília e de azul a areia coloriram

    ResponderExcluir
  2. Las maos pueden ser instrumentos de trabajo, de amor y tambien... de muerte.
    El hombre debe escoger la vida.
    Ciao!
    P.s: exulpe, no hablo portuguès (acaso ni el espanol).

    ResponderExcluir

A sua opinião é muito importante para mim.



... as palavras não são mais concebidas ilusoriamente como simples instrumentos, são lançadas como projeções, explosões, vibrações, maquinarias, sabores: a escritura faz do saber uma festa. (...) a escritura se encontra em toda parte onde as palavras têm sabor (saber e sabor têm, em latim, a mesma etimologia). (...) É esse gosto das palavras que faz o saber profundo, fecundo.
Roland Barthes

Tradutor

"Quando o mundo se tornar confuso, me concentrarei em fotografias.
Quando as imagens se tornarem inadequadas, me contentarei com o silêncio."
Minha foto
Porto Alegre, RS, Brazil
Fotografia e Arte Digital.
Todas as fotografias e imagens aqui publicadas são da minha autoria.
Nenhuma destas fotos/imagens poderá ser utilizada sem o consentimento prévio.