Um Mundo entre outros Mundos.

©Todos os Direitos Reservados.
Iorana Korua/Koho-Mai/Bem-Vindo/Yaa'hata'/Che-Hun-Ta-Mo/Kedu/Imaynalla Kasanki Llaktamasi/Welcome/Tsilugi/Mba'éichapa/Bienvenido/Benvenuto/Yá´at´ééh/Liaali/Bienvenue/Welcome/Kamisaraki Jillatanaka Kullanaka/Mari Mari Kom Pu Che/Etorri/Dzieñ Dobry/Bienplegau/Καλώς Ήρθατε/ Kamisaraki Jillatanaka Kullanaka/Sensak Pichau!!

28.5.10

Aquarela Campestre

Photobucket
No Pampa 

O cotidiano pinta aquarelas.

18 comentários:

  1. C'est splendide cette image, bravo !

    ResponderExcluir
  2. gozo simple ,liso y llano,tranquilo.
    calabazas y caldero
    ¿que más? una mesa rústica que se adivina
    y calor amable,sensual ,casi táctil
    Una belleza

    ResponderExcluir
  3. meraviglioso,
    la terra e i suoi frutti rappresentano la grandezza innanzi la piccola traccia umana

    un abbraccio

    giordan

    ResponderExcluir
  4. AYYYYYYYYYYY QUÉ BELLEZA, SILLL!!!! precioso! te felicito por tu enorme calidad como fotógrafa!!!
    Me encantó!!!


    Besazos!

    ResponderExcluir
  5. Merci Suzanne !
    Gracias Nando !
    Grazie Giordan !
    Gracias Mónica !

    ResponderExcluir
  6. Las calabazas junto al caldero componen un hermoso bodegón que me transporta al arte del pueblo.

    Un beso

    ResponderExcluir
  7. PRECIOSA FOTO!!!!!!
    Un beso dulce Sill
    Gizz

    ResponderExcluir
  8. Hermoso, me encantan las calabazas..son muy bonitas y ricas!
    Saludos
    Migue

    ResponderExcluir
  9. Super...
    Bonne journée...
    Mes blogs
    http://passionnature78.canalblog.com/ & http://passionphotos78.canalblog.com/

    ResponderExcluir
  10. Hola Sill!!
    Què bella imagen, amiga!!!
    Es un placer para mi volver a pasar por aquì.
    Un beso grande!

    RoB

    ResponderExcluir
  11. LA CALIDEZ DE LA SENCILLEZ, LA PUREZA DE LO BUENO
    SALUDOS ESTIMADA SILL

    ResponderExcluir
  12. Cristian M.junho 18, 2010

    Bellisimo trabajo, se respira la paz que va desde la mirada y vuelve desde los ojetos tan sencillos y esenciales.

    ResponderExcluir
  13. AS HORAS


    Tem horas que uma hora bate na porta
    Na porta do coração querendo então falar
    Alguma palavra para despertar o coração
    Trazendo uma luz por um novo caminhar

    A pressa da gente com outras ainda mais
    De nós vai arrancando lindas essências
    E essa hora insiste batendo nessa porta
    para o coração não perder sua real rota

    Tem horas que essa hora é tão delicada
    De tão delicada que tem finura invisível
    Mas como toda pressa aniquila o coração

    Essa santa hora com sua santa palavra
    Bate, bate mas, como o coração na abre
    Vamos, então, nos perdendo por dentro.

    Guina

    ResponderExcluir
  14. Obrigada a todos os amigos pelos lindos comentários.

    ResponderExcluir
  15. Cristian, gracias por tu comentario que siempre es un incentivo para mí.
    Un beso.

    ResponderExcluir
  16. bellísimos trabajos , que arte !
    un placer pasearse por su blog.

    abrazos

    ResponderExcluir
  17. Fantasticas fotografias
    Un saludo

    ResponderExcluir

A sua opinião é muito importante para mim.



... as palavras não são mais concebidas ilusoriamente como simples instrumentos, são lançadas como projeções, explosões, vibrações, maquinarias, sabores: a escritura faz do saber uma festa. (...) a escritura se encontra em toda parte onde as palavras têm sabor (saber e sabor têm, em latim, a mesma etimologia). (...) É esse gosto das palavras que faz o saber profundo, fecundo.
Roland Barthes

Tradutor

"Quando o mundo se tornar confuso, me concentrarei em fotografias.
Quando as imagens se tornarem inadequadas, me contentarei com o silêncio."
Minha foto
Porto Alegre, RS, Brazil
Fotografia e Arte Digital.
Todas as fotografias e imagens aqui publicadas são da minha autoria.
Nenhuma destas fotos/imagens poderá ser utilizada sem o consentimento prévio.